Sê Investigador Por Três Semanas! – Edição 2022

A atividade decorre entre 6 a 26 de julho de 2022, para alunos de licenciatura ou de 1.º ano de mestrado. Os alunos incluídos no programa estão automaticamente inscritos no workshop de R “R in Real Life”.

O formulário de inscrição pode ser preenchido aqui.

Os seguintes documentos devem ser enviados para ceaul@fc.ul.pt:
– Curriculum vitae;
– Carta de motivação;
– Lista de unidades curriculares feitas com as respetivas notas;

As candidaturas vão estar abertas até dia 17 de junho e os resultados serão divulgados por e-mail no dia 29 de junho

Dia 26 de julho os alunos irão apresentar um seminário (aprox. 15 min) sobre o trabalho desenvolvido.

Workshop R in Real Life

Instrutor: Saghir Bashir

Horário: 14h30 às 17h30

Workshop 1 (06 de julho): Introduction to R
Workshop 2 (07 de julho): Working with Datasets using data.table
Workshop 3 (08 de julho): Creating HTML and PDF Documents using R Markdown
Workshop 4 (11 de julho): Data Visualisation using ggplot2
Workshop 5 (12 de julho): Workshops Review & Using R in Real-life
Workshop 6 (13 de julho): Case study: Women in Parliament Data

Importante: Workshop em Inglês

Temas:

CEAUL_T1: Será mesmo 30?

Descrição: O Teorema Limite Central (TLC) pode ser aplicado em amostras “suficientemente grandes”. Dele decorre que a média de uma amostra suficientemente grande segue uma distribuição aproximadamente Normal. Este teorema está na génese de variados intervalos de confiança e testes de hipóteses.
Porém, essa consideração sobre a dimensão amostral é, no mínimo, subjetiva. Como referem Pestana e Velosa (2002), “o TLC afirma um comportamento assintótico, mas é omisso quanto à velocidade de convergência”. Na prática académica, é frequente definir-se o valor 30 como um limiar razoável. Será mesmo assim?
Como poderemos determinar para diferentes populações o que significa a expressão “suficientemente grande”?
Usando a ESTATÍSTICA COMPUTACIONAL! Considerando diversas distribuições, a proposta é analisar o comportamento da média amostral e aplicar testes de normalidade para aferir a partir de que dimensão amostral fará sentido aplicar a aproximação à distribuição normal enunciada no TLC.

Nº máximo de alunos: 1 ou 2

Requisitos: Conhecimentos básicos de R.

Referência : Pestana, DD, Velosa, S. (2002). Introdução à Probabilidade e à Estatística, Fundação Calouste Gulbenkian, Lisbao

Supervisor: João Paulo Martins (Escola de Saúde, P.Porto, Porto, Portugal)

CEAUL_T2: A sobrevivência de transplantes de rim de dador de coração parado.

Descrição: Casos de dadores de coração parado são ainda muito poucos em Portugal e o conhecimento sobre o sucesso destes transplantes também. Vamos estudar se os transplantes de rim feitos desta forma têm pelo menos a mesma taxa de sobrevivência que os transplantes provenientes de dadores de acidentes de viação ou de morte súbita.

Nº máximo de alunos:  2

Requisitos: Estatística, R e Vontade..

Supervisor: Rui Martins (FCUL e CEAUL)

CEAUL_T3: Caracterização e análise do peso associado ao equipamento transportado com a função do militar face ao peso do militar, no âmbito do desenvolvimento de Exoesqueletos.

Descrição: No desenvolvimento de exosqueletos, constituem-se como desafios, a especificidade do equipamento transportado pelos militares, a variedade de movimentos associados e a abrangência do ambiente físico em que estes sistemas devem ser capazes de operar. Para ser aplicado no âmbito da Infantaria, um exosqueleto deve, entre outros, auxiliar o transporte de carga, de modo a mitigar lesões associadas ao peso do equipamento. Considerando o peso associado ao equipamento e armamento por funções, durante as operações militares, pretende-se analisar e comparar a proporção de peso percecionado com a proporção de peso real transportado, face ao peso do militar, tendo em consideração o transporte de mochilas com peso excessivo reduz de maneira significativa a eficiência e velocidade do militar no desempenho do seu trabalho aumentando o risco de lesões.
A amostra é constituída por 162 participantes, militares do Exército Português, pertencentes às 6ª, 7ª e 8ª Força Nacional Destacada no ano de 2021.
Este trabalho surge no âmbito do projeto ELITE2 – Enhancement LITe Exoskeleton – Fase 2, que pretende desenvolver um exosqueleto, para redução do risco de lesão do soldado e aumento do seu nível de operacionalidade.

Nº máximo de alunos:  2

Supervisor: Professora Auxiliar Paula Simões e Major de Material Luís Quinto

Afiliação do(s) supervisor(es)

Professora Auxiliar Paula Simões: Centro de Matemática e Aplicações da Faculdade de Ciências e Tecnologia (CMA-FCT-UNL); Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL);  Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL); 

Major de Material Luís Quinto: Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL);

IDMEC, Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa

CEAUL_T4: Influência dos fatores antropométricos no dispêndio metabólico na marcha durante a utilização de um exosqueleto para atuação do tornozelo.

Descrição: Os exosqueletos assumem-se como uma possível solução na redução dos custos metabólicos dos militares, no aumento do seu nível de operacionalidade e na atenuação do risco de lesão. O presente trabalho tem como principal objetivo inferir a existência de uma relação entre os parâmetros antropométricos de cada voluntário e a rigidez do elemento elástico durante a marcha, para definição de um procedimento de seleção deste elemento tendo em conta as características físicas do utilizador. Pretende-se compreender a relevância dos dados antropométricos nos melhores resultados metabólicos obtidos nos ensaios de 30 voluntários.
Este trabalho surge no âmbito do projeto ELITE2 – Enhancement LITe Exoskeleton – Fase 2, que pretende desenvolver um exosqueleto, para redução do risco de lesão do soldado e aumento do seu nível de operacionalidade.

Nº máximo de alunos:  2

Supervisor: Professora Auxiliar Paula Simões e Major de Material Luís Quinto

Afiliação do(s) supervisor(es)

Professora Auxiliar Paula Simões: Centro de Matemática e Aplicações da Faculdade de Ciências e Tecnologia (CMA-FCT-UNL); Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL);  Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL); 

Major de Material Luís Quinto: Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL);

IDMEC, Instituto Superior Técnico, Universidade de Lisboa

CEAUL_T5: Análise das tabelas de avaliação de Treino Físico Base (TFB) da Academia Militar.

Descrição: O Treino Físico Base é uma unidade curricular da secção de Formação de Educação Física, Desporto e Equitação (SFEFDE) da Academia Militar. A avaliação é efetuada tendo por base o desempenho em diversas provas físicas de acordo com tabelas de avaliação de performance, tabela essa diferenciada por género, mas única para todos os anos do ciclo de estudos. Com base nos dados obtidos nesta disciplina pelos cadetes alunos nos últimos três anos letivos, 2019-2020, 2020-2021, 2021-2022, pretende-se que seja efetuada uma análise estatística por forma a compreender se os valores tabelados e atualmente praticados ainda são adequados às condições fisiológicas atuais dos alunos, ou se as tabelas de avaliação, por um lado devem ser atualizadas, e se por outro de deve ser diferenciada tendo em conta determinados fatores, como por exemplo, pelo ano em que se encontra o aluno, e em que medida.

Nº máximo de alunos:  2

Supervisor(es): Professora Auxiliar Paula Simões e Tenente-Coronel Rui Lucena
Afiliação do(s) supervisor(es)
Professora Auxiliar Paula Simões: Centro de Matemática e Aplicações da Faculdade de Ciências e Tecnologia (CMA-FCT-UNL); Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL) ; Centro de Estatística e Aplicações da Universidade de Lisboa (CEAUL) Military Readiness Lab (MRLab);

Tenente-Coronel Rui Lucena: Centro de Investigação Desenvolvimento e Inovação da Academia Militar, Academia Militar, Instituto Universitário Militar (CINAMIL); Military Readiness Lab (MRLab);

CEAUL_T6: Tendências Europeias na Obturação Endodôntica.

Descrição: : A endodontia corresponde à área da Medicina Dentária que engloba o tratamento da polpa dentária. A polpa dentária é um órgão composto por nervos e vasos sanguíneos, que se encontram no interior do dente. Quando este tecido é afectado e perde a capacidade de defesa e recuperação, torna-se necessária a remoção completa da polpa dentária, ou seja, a realização de um tratamento endodôntico. Durante o tratamento endodôntico o interior do dente é preenchido por um material. Esta fase chama-se Obturação. Para esse preenchimento podem ser aplicados diversos materiais e técnicas. Para estudar as tendências dos clínicos, na escolha de certos materiais e técnicas, foi distribuído um questionário, por vários países da Europa.
Com base nos dados recolhidos neste questionário, pretende-se com este projeto, efetuar uma análise estatística em que os principais objetivos são:
1. Analisar a tendência europeia para o uso de novos materiais para a obturação;
2. Analisar a tendência de escolha de uma técnica de obturação em função dos anos de prática clínica, formação pós-graduada em Endodontia e contexto profissional.

Nº máximo de alunos:  2

Requisitos: Conhecimentos básicos de R

Supervisores: Fernanda Diamantino (mfdiamantino@fc.ul.pt) e Isabel Vasconcelos (isabelvascon@hotmail.com)

Afiliação dos supervisores:

Maria Fernanda Nunes Diamantino: CEAUL – Centro de Estatística e Aplicações, Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, Portugal

Isabel Vasconcelos: Departamento de Endodontia, Faculdade de Medicina Dentária, Universidade de Lisboa, Portugal

CEAUL_T7: Análise Estatística de Redes: treinador de bancada por 3 semanas.

Descrição: : A complexidade de um jogo de equipa leva-nos à sua análise através da identificação de determinados padrões. As diferentes jogadas podem ser representadas de uma forma sistematizada recorrendo à teoria de redes.
O estudo da distribuição de graus é fundamental na modelação de redes, pois através deste conceito podemos determinar, por exemplo, se uma rede é livre de escala ou analisarmos a robustez da rede.
Recorrendo à estatística descritiva, em particular, considerando medidas de tendência central, liberdade de escala, coeficientes de correlação e coeficientes de aglomeração dos nós (jogadores) da rede (jogo), pretende-se determinar o contributo de cada jogador no resultado final.

Nº máximo de alunos:  4

Requisitos: Conhecimentos básicos de R

Supervisores: J. Leonel Rocha, Sónia Carvalho

Afiliação dos supervisores:

ISEL, Instituto Superior de Engenharia de
Lisboa

CEAUL_T8: Estarão os oceanos a ficar mais ácidos? 

Descrição: : Quando pensamos nas alterações climáticas o nosso pensamento vai para as emissões de dióxido de carbono (CO2), que contribuí para o efeito estufa e o aquecimento global. Mas as alteracões climáticas não são os únicos problemas causados pelo excesso de CO2 na atmosfera. O processo de acidificação dos oceanos é extremamente perigoso e pode acabar com a vida marinha até o fim do século. Assim, a gestão cuidadosa deste recurso global é a chave para um futuro sustentável.
Um dos objectivos de desenvolvimento sustentável proposto pela ONU é “Conservar e utilizar de forma sustentável os oceanos, mares e recursos marinhos” (SDG 14), onde um dos indicadores é pH do oceanos. Assim, pretende-se analisar dados de pH de vários oceanos e mares por forma a averiguar se estes estarão a ficar mais ácidos ao longos dos anos.

Nº máximo de alunos:  4

Requisitos: Conhecimentos básicos de análise de dados utilizando o programa R e/ou de análise de séries temporais.

Supervisores: Clara Cordeiro (ccordei@ualg.pt)

Afiliação dos supervisores:

Clara Cordeiro
Faculdade de Ciências e Tecnologia da universidade do Algarve e CEAUL-Centro de Estatística e Aplicações da faculdade de ciências da universidade de Lisboa 

CEAUL_T9: Avaliação do Impacto de um Programa de Movimento da Mobilidade em Indivíduos Muito Idosos 

Descrição: : A frequência, a duração, a intensidade e o tipo de desporto praticado variam ao longo da vida. A diminuição da aptidão física funcional que ocorre com o processo do envelhecimento é um dos fenómenos mais amplamente estudados no que se refere às alterações fisiológicas induzidas pela idade avançada. Contudo, no que se refere a uma população de idosos com idade superior a 75 anos há poucos estudos. Objetivo: Avaliar o impacto de um programa de movimento em utentes muito idosos na sua força de preensão e na mobilidade.
.
Nº máximo de alunos:  3

Requisitos: Conhecimentos básicos de R e vontade.

Supervisores: Carina Silva (carina.silva@estesl.ipl.pt)

Afiliação dos supervisores:

Escola Superior de Tecnologias da Saúde de Lisboa-IPL e CEAUL

CEAUL_T10: Análise Estatística do Catálogo Sísmico.

Descrição: :A rede sismográfica de Portugal, mantida pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera, (IPMA), regista os sismos diários sentidos em Portugal e permite elaborar catálogos sísmicos, isto é, uma listagem de sismos em que a informação compilada diz respeito à data do sismo (ano, mês, dia), ao instante de ocorrência (hora, minutos e segundos), às coordenadas epicentrais (latitude e longitude), à sua profundidade, às magnitudes (diferentes tipos de magnitude) e à intensidade macrossísmica máxima.
A análise estatística do catálogo sísmico é bastante importante para a compreensão da sismicidade em Portugal, e serve de base para estudos, por exemplo, da perigosidade sísmica do nosso território.
Pretende-se, para além da análise estatística e do estudo da distribuição ao longo do tempo, das magnitudes e ocorrências dos sismos, ter uma perspetiva espacial das várias grandezas, nomeadamente, fazer mapas de representação das profundidades e das magnitudes, por concelho, ao longo do tempo.

Nº máximo de alunos:  2

Requisitos: Conhecimentos básicos de R.

Supervisores: Fernanda Diamantino (mfdiamantino@fc.ul.pt), Soraia Pereira (sapereira@fc.ul.pt) e Alexandra Carvalho (xana.carvalho@lnec.pt)

Afiliação dos supervisores:

Maria Fernanda Nunes Diamantino: CEAUL – Centro de Estatística e Aplicações, Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, Portugal

Soraia Pereira: CEAUL – Centro de Estatística e Aplicações, Faculdade de Ciências, Universidade de Lisboa, Portugal
Alexandra Carvalho: NESDE -Núcleo de Engenharia Sísmica e Dinâmica de Estruturas, Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)Maria

Alexandra Carvalho: NESDE -Núcleo de Engenharia Sísmica e Dinâmica de Estruturas, Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)

CEAUL_T11: Segmentação de clientes por padrão de consumo.

Descrição: O conhecimento do padrão de consumo permite planear e gerir as redes de abastecimento de água e, simultaneamente, detetar de forma atempada situações anómalas (e.g. perdas de água causadas por roturas na rede).
O objectivo deste estudo é definir grupos de clientes com base no seu padrão de consumo de água. Esta segmentação de clientes irá permitir à empresa desencadear ações para melhoria da gestão da rede de abastecimento de água. O trabalho proposto visa:
i) definir alarmes adequados para cada grupo (cluster);
ii) identificar os clientes mais significativos em termos de picos de consumo
iii) identificar o efeito de possíveis alterações de hábitos de consumo dos clientes, para evitar picos por simultaneidade de consumos
iv) selecionar o contador mais adequado ao padrão de consumo do cliente

Nº máximo de alunos:  1

Requisitos: Conhecimentos básicos de R, análise exploratória de dados multivariados e noções básicas de séries temporais.

Supervisores: Regina Casimiro (regina.casimiro@infralobo.pt) e Clara Cordeiro (ccordei@ualg.pt)

Afiliação dos Supervisores:

Clara Cordeiro
Faculdade de Ciências e Tecnologia da universidade do Algarve e CEAUL-Centro de Estatística e Aplicações da faculdade de ciências da universidade de Lisboa

Regina Casimiro
Infralobo – Empresa de Infra-​estruturas de Vale do Lobo